Home / Destaques / Mulher mente e diz que foi assaltada ao sair de banco em Tamboril

Mulher mente e diz que foi assaltada ao sair de banco em Tamboril

Policiais militares de Tamboril foram procurados na manhã desta quarta feira (10/01) pela senhora Edilene Paiva Gomes 38 anos, residente em Jatobá, zona rural de Monsenhor Tabosa, onde informou que por volta das 11h00 teria sacado R$ 1.050, 00 reais na Agência do Bradesco de Tamboril e fora do banco teria sido vítima de uma “saidinha bancaria”, sendo que ela teria sido abordada por um homem armado com revolver, e levado uma bolsa com a quantia em dinheiro e um aparelho celular evadindo se em seguida tomando rumo ignorado.

Diligências passaram a ser realizadas pela Polícia Militar, comandada pelo Sargento Glaubio, e já por volta das 15h00, a mulher resolveu abrir o jogo e confessou que havia inventado a história do assalto. Câmeras de segurança nas imediações do Bradesco foram vistoriadas, ouvidas testemunhas próximas ao banco e em nenhum momento a suposta vítima fora assaltada. Após a constatação que não aconteceu assalto acusada foi conduzida para a delegacia de polícia de Tamboril onde foi autuado em flagrante por denunciação caluniosa.

Senhora Edilene disse que resolveu inventar que tinha sido assaltada, porque estava devendo a um crediário e não estava com condições de pagar as parcelas, por isso resolveu forjar o assalto. Na delegacia foi ouvida pelo Delegado Dr. Augusto, e foi realizado TCO, por denúncia falsa, e em seguida foi liberada.

Comente com o Facebook