Home / Nacional / Conselheiro tutelar envolvido em suposto estupro pode ser afastado do cargo

Conselheiro tutelar envolvido em suposto estupro pode ser afastado do cargo

Caso será analisado ainda esta semana pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

A denúncia de que uma adolescente de 13 anos teria sido estuprada por um conselheiro tutelar está sendo investigada pela cúpula do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O caso, ocorrido na última semana, aponta o nome do conselheiro Luiz Carlos como o suspeito. Luiz Carlos atua no Conselho Tutelar da II Região, responsável por diversos bairros de periferia da capital Alagoas.

De acordo com a assessoria de comunicação do Conselho Municipal, a presidente Maria Cícera de Oliveira informou que recebeu a denúncia e que o órgão vai analisar ainda esta semana qual o procedimento legal a ser tomado. Por enquanto, o conselheiro denunciado continua mantido no cargo.

Segundo a denúncia encaminhada, a mãe da adolescente teria procurado a base comunitária da Polícia Militar do Vergel do Lago no dia 20 de novembro para denunciar que a filha foi estuprada pelo conselheiro. Ainda segundo a versão da mãe da adolescente, a vítima e o suspeito teriam se encontrado por diversas vezes e que, por medo, a adolescente só veio revelar o caso aos familiares agora.

Na ultima terça-feira (28), o colegiado do Conselho protocolou a denúncia de estupro junto ao Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL) para que o órgão possa acompanhar o caso.

A equipe de reportagem do Alagoas 24 Horas tentou entrar em contato com o conselheiro pelo seu número usual, mas não obteve retorno.

Alagoas 24 Horas

Comente com o Facebook