Home / Crateús / Após Operação Bamburral, dois vereadores de Crateús pediram Habeas Corpus

Após Operação Bamburral, dois vereadores de Crateús pediram Habeas Corpus

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Crateús, deflagrou, em dezembro do ano de 2016, a Operação Bamburral, cumprindo mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz Cristiano Sanches de Carvalho, da 1ª Vara daquela Comarca. O objetivo da operação é conseguir provas de atos de improbidade administrativa cometidos por vereadores de Crateús.

Após os cumprimentos de mandados de busca e apreensão, dois vereadores de Crateús, Conegundes Soares e Enivaldo Sampaio, respectivamente presidente e vice-presidente da Câmara atualmente, protocolaram pedido de Habeas Corpus, informação que está publicada no site Sistema de Automação da Justiça – e-Saj, do estado do Ceará. Dez meses depois da operação Bamburral, o MPCE continua nas investigações.

Habeas Corpus é ação judicial com o objetivo de proteger o direito de liberdade de locomoção lesado ou ameaçado por ato abusivo de autoridade.

Informações do MPCE e e-Saj

Comente com o Facebook